RSS Feed

Tatuar é bom! Mas também gosto de sardinhas…


Já são poucos os profissionais do futebol, ( até lhe podia chamar jogadores, mas normalmente quem joga, não ganha tanto dinheiro), que não têm uma tatuagem. O Bandeiras soube, de fonte segura, que a tinta aumenta a velocidade e destreza dos jogadores. Se assim fosse, o Meireles era uma autêntica gazela em campo… o que já invalida a nossa “fonte segura”.

Depois a mania de tatuar o nome dos filhos, em árabe, nos braços, nos pés, nas pernas, etc. Para que tanto escondem eles os nomes dos filhos, quando em Portugal a imprensa cor-de-rosa se encarrega de os por a nú? Já sei, se calhar têm medo que façam mal às crianças ao saberem quem são, assim, escrevem em árabe e zásss, ninguém percebe quem são.

Agora aqui só para nós, que ninguém nos ouve: Então e o pessoal da Al-Qaeda, eles sabem ler árabe, não serão eles mais perigosos que nós?

Tatuar é muito bom. Até gosto bastante da arte, mas quem me tira um bom prato de sardinhas, tira-me o mundo !

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: