RSS Feed

Os filmes e a imposição de saber se estão bons… como a sopa que fica no frigorífico uma semana


Trava-se a batalha do entendimento. Se por um lado se vai menos ao cinema, por outro é mais difícil ver filmes em casa, ainda que não se pague (moralmente).

Gastamos 30 euros(aprox,) por mês para “sacar filmes” e vê-los em casa, num ecrã de 15 polegadas ou menos, com qualidade duvidosa, com sujeitos a passar à frente, som de má qualidade, legendas traduzidas a martelo, por vezes dobragens que nos apertam o coração, mas no fim é bom, porque é uma estreia, ainda que ninguém perceba um nabo daquilo que esteve a ver. Ainda há pessoas a pensar que isto é um bom negócio!

Agora quando falamos em cinema, no café, obrigamo-nos a acrescentar atipica frase:

– Já viste o … filme? – Já. – Com boa ou má qualidade? – Com má e sem legendas, depois outro dia vejo!

Pois bem com 30 euros deve dar mínimo para ir 4 vezes ao cinema por mês, uma por semana. Um filme de qualidade sem um bom som é como estar a comer sardinhas com um garfo. A Sandra Bullock dobrada em brasileiro a dizer, “não me f#?~ cara”, não é bem o tipo de ideologia esperado. Há pessoas que se contentam com pouco!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: